AulasDicas de violãoviolão

A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente

a-atude-1-que-iniciantes-no-violao-ignoram-miseravelmente-

Começar a aprender qualquer habilidade é sempre um desafio e há uma prática que iniciantes no violão ignoram solenemente ao começarem a jornada.

Aprender a tocar violão podemos definir como um grande propósito, pois são diversas habilidades e condicionamentos que você vai precisar aprender.

Assim, listei as habilidades mais imediatas que você iniciante no violão precisará aprender.

O que você vai precisar aprender

  1. Como sentar no violão corretamente;
  2. Como afinar violão com afinadores de celular; Leia este post aqui no blog.
  3. Como ler cifras básicas de violão;
  4. Como utilizar a mão esquerda, como apertar;
  5. Como utilizar a mão direita;
  6. Como usar unhas ou palhetas;
  7. Como fazer batidas ou levadas no violão;
  8. Como tocar violão relaxado;
  9. Aprender a se auto observar;

Estas habilidades você vai ter que dominar mais cedo ou mais tarde, ou pelo menos, saber lidar com elas.

A princípio você não precisará dominar todas as habilidades de uma só vez, é claro que não!

Você precisará ter ideia de como elas funcionam, mas a cada prática/aula, é preciso ter um pequeno avanço. Cuidado com a pressão de querer dominar logo a lista abaixo.

Não subestime o aprendizado achando que é fácil. Não é mesmo! Se fosse todo mundo aprendia rápido.

Essa pequena lista, obviamente, não contém tudo o que você precisa aprender. Pois há algumas habilidades que nem damos conta que estão sendo aprendidas.

Nesta caso estou me referindo de aprendizados que acontecem em outra ordem.

Você verá aqui:

Olhar para si mesmo – A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram

Curioso você não acha? Você está iniciando o aprendizado no violão e a habilidade que estou dizendo que é a principal é a auto observação.

Não é como sentar no violão, como fazer solos, dedilhados etc. É aprender olhar pra você.

E é esta habilidade, na minha opinião, é a que os iniciantes falham miseravelmente.

Pois não se trata de olhar para fora, para o objeto violão ou qualquer outra habilidade que você está iniciando.

Mas sim olhar para si e enxergar como você reage a todo o processo de aprendizagem.

Isso importa muito, sabe o por que? Porque se trata de como você reage ao seu proceso, o que você espera, onde você quer chegar, como você vai lidar com as suas frustrações.

A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente que saibamos olhar para nós mesmos
A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente

Pois as frustrações serão constantes e saber lidar com elas é essencial.

Acho até engraçado que alguns alunos, que já pude dar aulas presenciais, davam risadas dos próprios erros, como quem se surpreende com o próprio processo.

Dar risadas de si mesmo é um excelente sinal. É o humor, e busco na minha prática ter esse modo de enfrentar as dificuldades. Mais rindo do que se contrariando com meus erros ou as incapacidades momentâneas.

Dar risadas significa que você está tranquilo, relaxado e aproveitando o processo. E, isso é o essencial, aonde não podemos falhar miseravelmente. O riso contagia, relaxa, alivia a tensão.

Digo podemos me incluindo, pois após tanto tempo de estudo de música, violão etc. Às vezes sinto que perdi essa atitude em alguns momentos e preciso reaprender a encontrar o humor.

Olhar pra mim mesmo, dar risadas do aprendizado e aproveitar o processo.

Sobre o entusiamo – A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente

Acho que podemos chamar a alegria também de entusiamo. São sentimentos irmão e que andam de mãos dadas. Então vamos ver a origem da palavra.

Entusiasmo** (do grego in + theos, literalmente ’em Deus’) originalmente significava inspiração ou possessão por uma entidade divina ou pela presença de Deus.

Atualmente, pode ser entendido como um estado de grande arrebatamento e alegria.

Uma pessoa entusiasmada está disposta a enfrentar dificuldades e desafios, não se deixando abater e transmitindo confiança aos demais ao seu redor.

O entusiasmo pode portanto ser considerado como um estado de espírito otimista. (fonte: Wikipedia).

A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente = que tenhamos entusiasmo
Que tenhamos o entusiamo desta criança!

Muito interessante não é? Trata-se então de estarmos entusiasmados com o processo.

Se você tem religião pode ser ainda mais interessante pensar dessa forma.

Mas se você não tem religião, não deixa ser interessante pensar que você precisa de inspiração.

Porém, não espere sentir-se totalmente inspirado para se colocar no processo no dia a dia.

Por que se depender da inspiração ou “possessão”, como diz a definição da palavra, ninguém iria muito longe.

A rotina é na maior parte das vezes, comum, sem novidades e não tão inspiradora.

Há os dias que você não dormiu bem, os que possuem trânsito, que digo que é esmagador de boa vontade, há dias que o seu humor não ajuda, e tem as contas, e os problemas e por aí vai.

Enfim, nós temos sempre milhões de justificativas e situações que não nos inspiram.Achar uma boa desculpa para não estudar violão é fácil. Saiba eu som bom nisto.

Estude violão, toque violão, pois é uma atividade que você quer fazer apesar destas dificuldades.

Por fim é o que desejo à vocês, iniciantes, intermediários ou veteranos no violão, que tenham entusiasmo ao tocar e aprender, se desenvolvendo um pouco a cada dia.

Que tenhamos entusiamo em reaprender, praticar, tocar e que não esperamos a inspiração chegar para tirar o violão da capa, afiná-lo e sentir o som que sai das suas cordas.

Você acha que faz sentido pra você? Continue a conversa na caixa de comentários abaixo.

A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente - imagem pinterest
A atitude #1 que iniciantes no violão ignoram miseravelmente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.